Leave a comment

Terminator 1 e 2

 

Terminator2poster

Hoje, os principais geradores de conteúdo que acompanho na internet, são feitos por loucos pessoas que nasceram assistindo e vivendo a cultura dos anos 80 e 90. Isso, acredito eu, faz com que os mesmos exaltem essas mídias de forma exaustiva( e muitas vezes de forma exagerada). Mesmo sabendo disso, será que eu fui influenciado como uma massa de manobra pela Rede Globo? Sim. Ok, brincadeira, a verdade é que isso faz despertar a curiosidade, e quando um filme, jogo, pornô, serviço ou qualquer coisa que seja se confirme realmente foda para mim, o crédito que coloco em cima dessas pessoas é grande. E isso aconteceu com Terminator.

O primeiro Terminator foi lançado em 89 e o segundo em 92, belíssimo ano em que o mundo teve o prazer de me receber. E os filmes fizeram tanto sucesso, mas tanto sucesso que era impossível não crescer ouvindo as frases clássicas de Arnold e assistindo suas reprises que passam até hoje(!!!).

Mas então por que caralhos você não assistiu nessas tantas reprises, seu jumento?
Acho que porque sempre achei que já tinha visto as principais cenas e conhecido toda a trama mesmo sem ver do começo ao fim. Só que o real motivo que me deixou empolgado para finalmente assistir Terminador de vez e de forma correta como um ser humano de bem, foi uma só: A biografia de Arnold Swasdaaosifjooprewv

O senhorio Affonso com dois “éfes” de faca Sollano, recomendou essa biografia uma vez em qualquer rede social por aí, e acabei ganhando de aniversário da minha ex-namorada. E como ele tinha dito, o livro se confirmou em uma história de vida foda, com diversas lições de empreendedorismo e vitórias. Porra, o cara se tornou tudo o que ele queria ser, e isso colocou na minha cabeça, algo que jamais vou esquecer: Eu posso ser quem ou o que eu quiser!

Voltando ao Terminator:
Após ler e ver imagens dos bastidores do filme através das histórias do Arnold em sua biografia, eu fiquei desesperado bem animado para ver o filme, aliás não só ele como fui ver Conan também, mas isso fica para outro post.

Comecei vendo o primeiro filme e logo de cara fui com as expectativas baixas para os efeitos especiais, e talvez isso tenha me surpreendido. Quando o T-800, precisa mexer em alguns mecanismos de seu rosto fica muito claro (e até bizarro)para mim, em 2014 perceber a diferença entre o rosto humano do Arnold e aquela cabeça robótica que fizeram, mas me colocando na época imaginei que fosse algo foda( posso estar falando merda como sempre). Sem falar na história que apesar dos anos, para mim não envelheceu nem um pouco, o roteiro me pegou e não achei maçante, lento ou nada do tipo, não conseguia parar de ver!Mais do que os efeitos especiais, era uma história boa e divertida que realmente queria, e foi isso que recebi no primeiro.

No segundo filme, mais uma vez uma história foda! Os efeitos especiais estão um pouco mais suaves para os olhos de quem assiste em 2014, mas ainda muito perceptíveis o que obviamente não estraga o filme em NADA. Desde a Sarah ali no hospício, a apresentação de seu filho, tudo muito bem feito para mim, e por isso vou destacar alguns pontos a mais sobre o segundo filme que me chamaram atenção.

– O ator que interpreta Jonh Connor é MUITO bom. Fico impressionado como essas crianças conseguem fazer esse tipo de trabalho! Nessa idade eu acho que comia pedra! A primeira coisa que vem na minha cabeça é que contratam aliens para interpretar crianças!

– O Arnold com aquele papel de robô meio ” estou me humanizando ” também ficou muito melhor. Muito mais fala e pra quem leu a biografia dele sabe que era isso que ele estava buscando no cinema.

– A cenas de ação e explosão ficaram ainda mais emblemáticas! Cenas clássicas como Arnold pulando com a moto e a Sarah enfiando chumbo naquele robô fdp com uma mão só me deixaram um pouco mais “fã” dos filmes.

– Aliás muito foda o pensando da tecnologia que se desenvolveu e criou robôs que se adaptavam

Com muito medo eu fui pesquisar como os atores estão hoje. Já fui esperando uma Linda Hamilton (Sarah Connor) totalmente destruída mas até que não estava tão ruim:

Connor

Clique pra ver grandão.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

E aqui uma do John Connor para vocês ( Edward Walter Furlong) :
termi

 

 

 

 

 

 

 

 

Ainda falta ver os outros filmes, mas não acredito que eles vão ser melhores que os dois primeiros ,hein? Enfim acho que vou deixar para dezembro ou ano que vem, a lista de coisas para assistir é grande!

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: